Dilvan Coelho

A marcha dos prefeitos e o reordenamento por Dilvan Coelho

26/11/2017 - às 09:11h
Por Repórter Coragem

A marcha dos prefeitos
Cerca de 3 mil prefeitos realizaram a marcha em Brasília de frente ao Congresso Nacional, em protesto à crise financeira. De acordo com a União dos Municípios da Bahia (UPB), as prefeituras estão sem poder pagar o décimo-terceiro salário, honrar a folha de pagamento, assumir compromisso com fornecedores e realizar investimentos nos municípios. Da Bahia compareceram 401 representantes, dos seus 417 municípios. Segundo o presidente da UPB, nada mais justo e importante do que a união de todos os prefeitos do País para lutarem por melhorias imediatas. Segundo alguns prefeitos, a arrecadação caiu pela metade de 2016 para 2017.
O que é reordenamento?
Reordenar é tornar a ordenar, colocar em ordem novamente; rearrumar, reorganizar. Esta palavra causou um grande frisson quando a Secretaria de Educação do município anunciou de que seria preciso fazer um reordenamento na educação de Teixeira de Freitas. O secretário apresentou o projeto aos diversos segmentos e começou pelos poderes Legislativo e Judiciário, em seguida, apresentou à imprensa e à classe de professores. Entretanto, a última sessão da Câmara de Vereadores foi bastante agitada,  lotou, e os vereadores foram unânimes em dizer que é preciso reordenar, mas, o assunto deve ser debatido com os principais interessados: professores, alunos e pais.
Sanear é preciso
O reordenamento não pode ficar somente na mudança de alunos e professores para locais mais adequados, e com isso economizar mais de um milhão de reais. Conforme foi apresentado no projeto, a educação gasta com a folha de pagamento mais de 100% da verba do Fundef, quando deveria ser 60% para a folha e 40% para o custeio. Isso significa que se não for tomadas medidas saneadoras nos gastos de modo geral, a rede toda será prejudicada e corre o risco do município ficar insolvente, não podendo honrar os compromissos, uma vez que a arrecadação está caindo a cada ano. É por isso que vai precisar cortar na carne.
Funcionamento da policlínica
Em entrevista exclusiva ao Foco no Poder, a diretora-geral da Policlínica, Lisandra Amim, ressaltou que na inauguração o governador Rui Costa estava muito feliz e emocionado de ver realizado um sonho de levar a saúde para mais próximo do povo baiano com um atendimento de excelência e humanizado com equipamentos de alta qualidade. Esse foi um projeto que o governador colocou no seu plano de governo ainda como candidato. O atendimento iniciou na segunda feira, 20, com horário previamente agendado para os pacientes de Teixeira e dos outros municípios com os ônibus da policlínica trazendo para atender de 8 às 17 horas.
Sucessão na Bahia
Mesmo Rui Costa desconversando, a chapa majoritária que vai compor a sua candidatura deve reeditar a mesma composição partidária que o conduziu à vitória, e ficará entre os partidos PT, PSD e PP. João Leão, do PP, continua vice, Jaques Wagner do PT e Angelo Coronel do PSD disputarão duas vagas no Senado. Do lado de ACM Neto quem deve disputar são os candidatos do DEM, PMDB, PSDB  e o PR que pode mudar de lado e emplacar o candidato ao Senado. Ficando, assim, a composição: do PMDB, cogita ser Leur Lomanto como vice, e os dois candidatos ao senado devem ser Jutay do PSDB e Carletto, que deve mudar para o PR.

Compartilhe:

Deixe seu comentário



APOIO:

Agência Publicitária RC Comunicação

073 99985-0223 / 98839-3445
Fale com a gente
Receba notícias por email