Eventos

Empresa perde prazo e Teixeira Folia deve ser realizada pela 2ª colocada

A empresa de Reinaldo Bassos tinha até o meio-dia de terça-feira, 18 de abril, para apresentar contratos de exclusividade das bandas que devem se apresentar no Teixeira Folia 2017.

A empresa do cantor teixeirense Reinaldo Bassos, a RSFT, saiu vencedora de três dos quatro lotes que foram licitados para realização da festa da cidade, mas esbarrou em um grande entrave, Reinaldo não apresentou no ato do processo licitatório, os contratos de exclusividade das bandas que afirmou contratar.

O contrato de exclusividade é uma exigência prioritária do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), na aprovação das contas desse tipo de evento. Na verdade, o contrato deveria ter sido apresentado antes mesmo do processo licitatório no dia 13 de abril, vésperas do feriado, mas como isso não aconteceu, ele ganhou o prazo que se encerrou nesta terça.

Com a possível desclassificação, a empresa segunda colocada do lote referente às bandas nacionais e locais, poderá ser chamada, caso tenha o contrato de exclusividade. A festa que comemora o 32º aniversário de Teixeira entre os dias 5 e 7 de maio, deve custar R$ 656.000.00, sendo que parte deste recurso será custeado pela iniciativa privada.

Além da RSTF vencedora dos lotes referentes à contratação de trios elétricos, 12 apresentações de bancas locais e 7 shows com bandas nacionais, a Plug Eventos venceu o lote de montagem de estrutura da festa no montante de R$ 180 mil.

Aos Lotes

Lote 01 – Estruturas

Empresas vencedora Plug Eventos R$ 180.000,00

 

Lote 02 – Trios elétricos

 

Empresa vencedora RSFT R$ 90.000,00

 

Lote 03 – 12 apresentações de shows musicais de bandas locais

 

Empresa vencedora RSFT R$ 36.000,00

 

Lote 04 – 07 apresentações de shows musicais de bandas Nacionais

 

Empresa vencedora RSFT R$ 350.000,00

Fonte Sulbahianews

Adentro

Mesmo tendo solicitado ao pregoeiro, que lhe concedesse um prazo de 5 dias para apresentar os documentos exigidos, prazo esse que se esgotou as 12 horas de terça-feira, 18 de abril, Reinaldo Bassos teria entrado com um recurso solicitando um prazo ainda maior.

Segundo o próprio Reinaldo este prazo teria sido concedido.

Nossa redação segue apurando os fatos, pois a responsável pela festa está perdendo tempo na divulgação com a falta destes documentos.

Compartilhe:

Deixe seu comentário



APOIO:

Agência Publicitária RC Comunicação

(73) 9985.0223 / 3292 - 6939
Fale com a gente
Receba notícias por email