Polícia

Após serem apresentados por advogado mototaxistas que mataram acusado de roubo foram liberados

Após o cruel homicídio na noite da última terça-feira, 16 de maio, praticado por dezenas de mototaxistas, na Travessa Vista Alegre, no Bairro Tancredo Neves, onde a vítima Tiago Evangelista da Silva, foi linchada, alvejada por 04 disparos de arma de fogo e golpeada por uma chave de fenda, o Núcleo de Homicídio e Tráfico, liderados pelos delegados Bruno Ferrari e Ricardo Amaral, foi a campo, e em posse do vídeo do brutal crime, iniciou as investigações e levantamentos acerca dos autores e partícipes do crime. O delegado Júlio César Telles, que esteve no local do crime, passou os procedimentos para o Núcleo.

A equipe do N.H.T identificou o responsável pelos tiros e também o autor do golpe com a chave de fenda, e iniciaram buscas na tentativa de prender os suspeitos. Mas, ao tomarem conhecimento que estavam sendo procurados pela Polícia, os mesmos entraram em contato com o advogado criminalista, Thiago Silva de Miranda, que esteve na Delegacia e manteve contato com a equipe do Núcleo, e disse que os mototaxistas iriam se apresentar. Então, o advogado esteve com os suspeitos e os acompanharam até a sede da 8ª COORPIN, onde foram apresentados aos delegados Bruno e Ricardo Amaral.

Os delegados solicitaram que a arma usada no crime e também a chave de fenda fosse entregue, e isso foi feito. Os mototaxistas entregaram aos delegados a chave de fenda ainda suja de sangue, e também o revólver calibre 32, usado para executar a vítima. Foram apresentados os mototaxistas Carlos Pires Santos, o Carlão, 40 anos, que efetuou os disparos; Leonardo de Jesus Souza, 32 anos, que golpeou a vítima usando a chave de fenda e também Eliseu Leal Santos, que estava no local do crime e foi reconhecido através das filmagens. Os delegados iniciaram as oitivas dos acusados, que contaram detalhes sobre o crime.

Segundo informações, a vítima teria assaltado um mototaxista na semana da festa da cidade, e golpeou o profissional com uma faca. Ele ainda teria dito no Bairro Liberdade, que com R$ 5,00 (cinco reais) iria levantar uma boa grana com os assaltos a mototaxistas. Então, nesta terça-feira, por volta das 14h00, ele pegou uma corrida com o mototaxista Leonardo, e logo após fez o mototaxista de vitima, ele subtraiu 01 celular e mais de R$ 500,00 (quinhentos reais), frutos das corridas feitas pelo mototaxi.

Então, após o crime, diversos mototaxistas saíram em busca do suspeito, chegaram a ir na casa dos pais de Tiago, mas ele não foi encontrado. Então, no início da noite receberam a informação que ele estaria em uma casa no Tancredo Neves. Ao chegarem na casa, um suposto amigo da vítima disse que ele estava lá mesmo, saiu da casa e mandou Tiago sair, mas, Tiago pulou a janela e subiu em um telhado. A casa foi cercada e então teve-se início às agressões, linchamento e execução.

Nossa equipe acompanhou a apresentação dos mototaxistas na delegacia e entrevistamos o advogado de defesa dos acusados. No vídeo, o advogado Thiago Miranda conta a versão dos clientes, desde o momento do roubo até a apresentação dos acusados. Após serem ouvidos, os 03 mototaxistas foram liberados, pois, a apresentação espontânea garante que os acusados respondam ao processo em liberdade, por não se tratar de uma espécie de prisão em flagrante.

Procurados por nossa equipe de reportagem, os mototaxistas não quiseram gravar entrevista. A arma e a chave de fenda foram apreendidas e serão encaminhadas para o Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas para exames.

Por: Rafael Vedra/Liberdadenews

Compartilhe:

Deixe seu comentário



APOIO:

Agência Publicitária RC Comunicação

(73) 9985.0223 / 3292 - 6939
Fale com a gente
Receba notícias por email