Polícia

Prefeita desvia dinheiro público para pagar assassino de jornalista

12/09/2017 - às 20:09h
Por Repórter Coragem

As investigações sobre a morte do jornalista Maurício Campos Rosa, ocorrida em agosto do ano passado, indicam que a prefeita Roseli Ferreira Pimentel, de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), teria desviado R$ 20 mil dos cofres públicos para pagar o assassino. Rosa era dono do jornal “O Grito” e foi morto quando saía da casa de um amigo, à noite.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a polícia divulgou nesta segunda-feira (11) que a prefeita fez uma manobra contábil para desviar o dinheiro da Secretaria da Saúde e pagar o autor do homicídio. Ela retirou o dinheiro da pasta com notas de compras de mamão da Secretaria da Educação (SEC).

Detida preventivamente desde a última quinta (7) pela suspeita de participação na morte do jornalista, após um parecer favorável da Procuradoria de Justiça do Estado (que é responsável por investigar pessoas com foro privilegiado), Roseli também foi indiciada pelo crime de peculato devido ao uso de dinheiro público e desaparecimento dos pertences que estavam com o jornalista.

Além da prefeita, também foram presos David Santos Lima, o ‘Nego’; Alessandro de Oliveira Souza, o ‘Leleca’; e Gustavo Sérgio Soares Silva, o ‘Gustavim’. Os três são suspeitos de participar da morte do jornalista.

Fonte: LiberdadeNews

Compartilhe:

Deixe seu comentário



APOIO:

Agência Publicitária RC Comunicação

073 99985-0223 / 98839-3445
Fale com a gente
Receba notícias por email