Carla Félix

João Bosco dá L-200 para os secretários e o povo segue na espera de respeito

4/08/2013 - às 16:08h
Por Repórter Coragem

Carla Félix Entrelinhas - banner central

O povo, inclusive eu, elegeu João Bosco, e, agora, infelizmente, vê o sonho de uma Teixeira melhor ruir junto com o erário público. Engraçado que desde que este senhor se candidata voto nele. Que decepção! Perguntam a essa colunista porque tanta revolta com a (in)gestão do prefeito. Acusam-me de perseguição. Outros, juram que eu quero “mamar” na prefeitura. Oras! Garanto a vocês que esse lance de vender a alma… para quem quer que seja não me apraz. Detesto sentir-me presa e/ou a mercê de alguém, logo, esse lance de grana “fácil         “ de prefeitura, além do mais, TEMPORÁRIA, não chama minha atenção. E nem vou citar o principal: caráter, que tenho de sobra, para jamais aceitar vender minha opinião para grupos quaisquer. Como disse Clarice Lispector, “escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém, provavelmente, minha própria vida”. E é isso. Escrevo para não sufocar em meio aos meus pensamentos, indagações, revoltas. E o que sinto quanto à gestão de JB é frustração, decepção. Sou uma entre os mais de 50% que nele votou. A diferença, é que tenho este espaço para desabafar, outros, o fazem nas calçadas de suas casas, filas de bancos, hospitais, em escolas etc.

Sete meses se passaram, problemas deixados pelo padre persistem sem solução. JB, para resolver seus problemas de conluio político e dar a fatia de quem o pôs no poder, tem feito um assalto à mão desarmada em nossa Prefeitura. O prefeito que mais ostenta luxo. Ele age como se o dinheiro público fosse alguma herança que veio numa hora inesperada para um sujeito rico, que não sabe o que é precisar poupar, e esbanja sem pensar no amanhã. Pensando assim, alugou o caríssimo prédio da Unimed, e lá instalou temporariamente a prefeitura, enquanto o prédio do lago Dom Bosco passa por reformas. Sem citar a famigerada assessoria da prefeitura que está instalada no edifício Esmeralda, aquele do antigo Banco do Brasil (se já mudou de lugar, desculpem. É possível. Funcionalismo público é nômade, sempre em busca de mais regalias e conforto).

Dentre estes e tantos outros exemplos do mau uso do dinheiro público, tem a novidade que toma conta dos veículos de comunicação, blogs e páginas no Facebook: o aluguel de picapes Mitsubishi L-200 para todos os secretários. Bem, tenho que lembrar aquele tal contrato milionário (R$ 15 milhões) para aluguel de veículos para servir aos secretários e fins diversos, estando no meio até ônibus, micro-ônibus, caminhões e máquinas de grande porte. Enfim, sobre este contrato, na prefeitura, falaram que cada secretário escolheu o tipo de carro que queria. Que lindo, prefeito. Eles merecem. O tanto que trabalham, né?! Têm o direito de escolher um ‘carrim’ para a gente bancar as andanças deles.

Mas, agora, me aparece L-200, cujo aluguel na cidade chega a 480 reais/dia. Uai! Secretários em sintonia é outra coisa. Todos pediram L-200? Humildes, os senhores. Ouvi gente generosa, no afã da bondade, dizer que um modelo sedan destes carros populares já seria o máximo. Querem saber? Para o nível do desserviço prestado por vocês, o único sedan que eu forneceria, e olhe lá, seria um Chevete de 2ª mão conservado, para que se alternassem quando decidissem trabalhar. Oras! Piada! E outra, a placa da L-200 é de outro município, ou seja, os veículos de luxo não foram alugados aqui, tampouco seus impostos aqui serão empregados. Mas, pode ser que a mão de obra com manutenção seja de Teixeira. Isso se João Bosco não contratar um corpo de mecânicos de Salvador…vai confiar!

Eu, realmente, não sei qual relação entre as L-200 e o contrato milionário, que, se me recordo, não citava carro deste porte. Mas, posso estar enganada. Fato é que é um absurdo o povo caminhando em ruas esburacadas, que, vide a filha do próprio prefeito pensa, nos faz pensar que não existe gestor por aqui, e os secretários, trabalhadores do ócio remunerado em sua maioria, desfilando em veículos de luxo pela cidade, tudo bancado com a grana do teixeirense, que trabalha de verdade, e faz essa cidade caminhar. Teixeira cresce porque seu povo é aguerrido. Entretanto, a cidade não se desenvolve, porque não tem político competente para isso. E você, João Bosco, não passa de marionete nas mãos de “peixe grande”. Ao menos é o que deixa transparecer com seu desgoverno. Ao menos respeite-nos.

Acorda, homem! Fecha a cara. Finge ser durão. Diz que é você quem manda. E se o problema for mesmo as ‘cobras’ em seu pescoço te ameaçando, dê um basta nisso, se ainda quer ter um pouco de dignidade e respeito. Seja senhor de suas decisões. Porque eu prefiro crer que tem sido um… mandado de outrem a acreditar que tanta porcaria que tens feito seja de sua responsabilidade mesmo. Abra o olho. O povo não é bobo. Todos estão achando um absurdo o carrão dos secretários e o luxo dos locais em que você instala seus covis, digo, suas equipes. Valorize o dinheiro de nossa Teixeira, dê o retorno que queremos com o pagamento do IPTU e outros impostos. Não trabalhamos para bancar regalias de secretários, prefeitos, vereadores… Já bastam os deputados, que foge de nosso controle. Já sei, como você é adepto da administração Ctrl C+Ctrl V, resolveu copiar as regalias dos deputados, né?! Qual será o próximo passo? Alugar uma casa para cada secretário por nossa conta?

Carla Félix é formada em Letras Vernáculas pela Uneb/Campus x. Revisora, redatora e editorialista; atua em jornal e sites de notícias da cidade.

Compartilhe:

Deixe seu comentário



APOIO:

Agência Publicitária RC Comunicação

073 99985-0223 / 98839-3445
Fale com a gente
Receba notícias por email