Colunistas

Eleger prioridades

22/09/2017 - às 10:09h
Por Bell Kojima

 

De orelha em pé

 

Políticos e empresários poderosos do Brasil estão atrás das grades. Da Bahia, está preso, há mais de um ano, Marcelo Odebrecht, dono da maior construtora do País. Recentemente, foi preso Geddel Vieira Lima, um dos homens mais fortes da política baiana, o dono do PMDB no Estado. É bom que os que se acham “donos do poder” fiquem de orelhas em pé, porque o País está mudando e quem continuar apostando na impunidade, com certeza, vai se dar mal.

O ex-prefeito João Bosco, pelo fato de ser do PT e ter o apoio do governador e da presidente, ambos do seu partido, apostou na impunidade. Além de ser surpreendido com uma derrota, a cada dia está sendo penalizado na justiça devido aos atos praticados na sua gestão.

 

Eleger prioridades

 

   “Governar é eleger prioridades”.

Esta é uma máxima utilizada por muitos que marcaram governos bem sucedidos. Entre eles, podemos citar um grande estadista que o Brasil conheceu: Juscelino Kubitschek, que governou o País entre 1956 e 1961. Sua eleição foi marcada pelo plano de ação “Cinquenta anos em cinco”, marca do desenvolvimentismo, já que o ideal era trazer ao Brasil o desenvolvimento econômico e social.

Segundo JK, ele faria em cinco o que outros levaria cinquenta. Em Teixeira, o prefeito Temóteo Brito tem dito que irá asfaltar Teixeira, mais do que todos os outros fizeram juntos. Será que esta é a prioridade do povo?

 

Vitória de Pirro

 

O prefeito Temóteo Brito fechou questão com relação ao estacionamento gratuito no Shopping Pátio Mix. Ele tem afirmado que é uma questão de honra, e se a Câmara não aprovar o seu pedido, ele irá desapropriar a área.

Como é que depois irá justificar a implantação da “Zona Azul” que a cidade reclama? Não cobrar estacionamento em espaço privado e depois cobrar no espaço público não seria uma incoerência? “Vitória de Pirro” é uma expressão utilizada para se referir a uma vitória obtida a alto preço, potencialmente acarretadora de prejuízos irreparáveis.

 

Delações premiadas

 

Depois da deleção de Palocci complicando a vida de Lula, é esperada a delação de Geddel, que pode complicar a vida do atual presidente, Michel Temer, denunciado pela segunda vez pelo procurador-geral da república Rodrigo Janot.

   Com as denúncias que estão sendo feitas contra Temer e seus auxiliares diretos, o governo ficará paralisado e irá focar na sua defesa, com isso, as reformas defendidas por Temer perdem força e, dificilmente, serão aprovadas ainda neste governo, mesmo porque, não terá força política suficiente para aprová-las.

 

Ação da Polícia Federal

 

Seis pessoas foram presas no Extremo Sul da Bahia na última quarta-feira (13), durante a Operação Álibi da Polícia Federal. Três em Teixeira de Freitas, duas em Nova Viçosa e uma em Porto Seguro: Cristóvão João (59 anos); Benedito Maria dos Santos (42 anos); Lucimar Cabral da Silva (40 anos); Azuil Maria dos Santos (48 anos) e Juliana Maria dos Santos (40 anos).

A ação também aconteceu na cidade de Rio de Janeiro (RJ) e na Grande Belo Horizonte (MG). Nestas duas últimas, foram presas duas pessoas, uma em cada cidade, somando-se, assim, oito pessoas detidas na operação que investigava uma organização criminosa especializada em fraudar a Previdência Social.


Dilvan Coelho

Edição Bell Kojima/Repórter Coragem


Leia também:

Estacionamento do Pátio Mix

Secretário de Saúde


Compartilhe:

Deixe seu comentário



APOIO:

Agência Publicitária RC Comunicação

073 99985-0223 / 98839-3445
Fale com a gente
Receba notícias por email