Colunistas

Plano de asfaltamento


Foco no Poder


8/01/2018 - às 14:01h
Por Bell Kojima

 

Novas esperanças

 

Com o novo ano se renovam as esperanças. Existe a expectativa de que a economia vai continuar reagindo até com mais intensidade. Isso acontecendo os eleitores votarão de acordo com o bolso e a economia será o grande cabo eleitoral.

Para a economia reagir será preciso tomar medidas amargas e o presidente certamente aumentará a impopularidade e não será um bom cabo eleitoral, mas por trás da cortina poderá ajudar a eleger o presidente e alguns governadores, ele sempre atuou nos bastidores e é um bom estrategista.

 

É prematura a decisão

 

O governador Rui Costa, que é candidato a reeleição, disse que é preciso esperar o tempo certo para definir as candidaturas na chapa majoritária. Disse que é preciso ter paciência para tomar decisão no tempo certo.

   Além do mais as coisas podem mudar a depender do cenário que se coloque. Confirmou que é evidente que deve ter espaço na chapa o PT, o PSD, e o PP, por causa da posição de destaque que possuem hoje.

O PR que está atraindo Ronaldo Carletto, e quer se cacifar para ter candidato, tem pouca chance. Entretanto ele poderá levar junto o partido (PR) para apoiar ACM Neto. Desfalcando assim a base governista.

 

Pesquisas incomodam

 

A verdade é dura, mas é a verdade. Quando comentamos as pesquisas na região mostrando a rejeição do prefeito de Nova Viçosa que chegou a níveis insustentáveis, teve uma grande repercussão, não só no município, mas em toda região, os correligionários do prefeito questionaram a credibilidade da pesquisa.

Sugerimos que fizessem uma pesquisa com Instituto idôneo que mostrassem o resultado favorável ao prefeito que publicaríamos. Acontece que ninguém aceitou o desafio e preferem permanecer navegando no escuro. A pesquisa é uma radiografia do momento, pode ser que mude a qualquer instante.

 

Pesquisa de Mucuri

 

No final de dezembro recebemos pesquisa de Mucuri, a administração está reprovada, mas os índices não estão muito críticos, e se o prefeito atuar elegendo as prioridades pode recuperar os índices como aconteceu com Teixeira de Freitas, que com 3 meses conseguiu reverter o quadro.

Dos municípios da Costa das Baleias, tirando Caravelas o melhor avaliado, resta na ordem de reprovação Nova Viçosa, Prado, Alcobaça e Mucuri. Em todos eles existe a possibilidade de reverter o quadro, se os prefeitos atuarem de acordo o desejo do povo e realizando as promessas de campanha, que são os maiores pesadelos dos governantes.

 

Plano de asfaltamento

 

Assim que terminou o recesso no dia 03 de janeiro, o asfalto do bairro Recanto do Lago foi iniciado, com o preparo das ruas em ritmo acelerado. Nenhum prefeito quis asfaltar um dos melhores bairros de Teixeira que pode ser o cartão de visita da cidade.

   O ex-prefeito afirmava que não asfaltava porque existiam moradores que estavam com o IPTU atrasado.

Um dos exemplos folclóricos foi no bairro Monte Castelo, o ex-prefeito não asfaltou a rua Uirapuru aonde existe uma escola com grande fluxo de veículos, porque um dos moradores devia o imposto, mesmo quitado pelos moradores, o ex-prefeito não autorizou asfaltar, entretanto o atual prefeito já asfaltou a rua que era de extrema necessidade.


Por Dilvan Coelho

Edição Bell Kojima


Leia também:

Retrospectiva em Teixeira


 

Compartilhe:

Deixe seu comentário



APOIO:

Agência Publicitária RC Comunicação

073 99985-0223 / 98839-3445
Fale com a gente
Receba notícias por email