Lifestyle

Pessoas otimistas têm 35% menos chances de sofrerem infarto ou AVC

30/11/2019 - 14h47Por: Bell Kojima

Não é de hoje que as pesquisas têm ressaltado a importante influência de uma mente saudável para garantir um corpo saudável e vice-versa. Mas, para que se tenha uma noção do quanto as questões psicológicas e emocionais afetam o organismo com um todo, um novo estudo publicado recentemente no periódico “JAMA Network Open”, revelou que pessoas otimistas têm cerca de 35% a menos de chances de sofrer um infarto ou AVC.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas compilaram o resultado de 15 pesquisas anteriores, realizadas ao longo de quase 14 anos, reunindo mais de 200 mil voluntários participantes. O estudo mostrou que aqueles que levavam a vida de forma mais leve, esperando por “coisas boas”, tinham uma expectativa de vida maior, além de correrem menos risco de sofrerem de doenças cardiovasculares.

De acordo com o cirurgião cardiovascular, dr. Marcelo Sobral, isso se dá porque esse perfil de pessoas mais positivas e de bem com a vida costumam também ser adeptos de algumas práticas que favorecem a saúde do coração.

Eles tendem a praticar atividade física, comer coisas mais saudáveis, não fumar ou beber em excesso, além de serem menos estressados, o que ajuda muito a manter o coração em ordem”, afirma o especialista.

Sobral também reforça que outras pesquisas já comprovaram a relação entre pessoas com sobrecarga emocional, depressão, altos níveis de estresse e pensamentos negativos e o maior risco de desenvolvimento de pressão alta, distúrbios metabólicos e eventos cardíacos.

Nessas situações, os níveis hormonais estão sempre descontrolados e a liberação de substâncias no organismo como o cortisol, por exemplo, pode influenciar não apenas o seu estado emocional como também físico”, explica.

Para concluir o cirurgião cardiovascular ainda dá algumas dicas para manter mente e corpo em sintonia.

Não existe uma fórmula secreta para um coração saudável, mas quatro passos básicos podem ajudar muito: o controle dos principais fatores de risco cardiovascular, a prática de atividades físicas, uma alimentação equilibrada e o cuidado com a saúde da sua mente. A busca pela espiritualidade e autoconhecimento também podem ser fortes aliados.

Edição: Bell Kojima


Deixe seu comentário
Tentativa de homicídio Adolescente é esfaqueado após discussão em Rancho Alegre e socorrido ao HMTF
7 de dezembro de 2019 - 16:35h
Feira da agricultura familiar "Feira da Agricultura Familiar" com clima de comemoração
7 de dezembro de 2019 - 14:12h
Violência doméstica Pregador de igreja é preso suspeito de manter mulher em cárcere privado
7 de dezembro de 2019 - 13:46h
Campeonato intermunicipal Itapetinga e Itamaraju na final do Intermunicipal ao vivo na TVE
6 de dezembro de 2019 - 16:53h
Teixeira criativa Teixeira Criativa: projeto promove destaque da arte teixeirense
6 de dezembro de 2019 - 15:23h
Biodiversidade Seminário comemora os 20 anos do Parque Nacional do Descobrimento
6 de dezembro de 2019 - 15:15h