Destaque

20 anos depois, Timóteo Brito volta a ser prefeito e escreve mais uma vez seu nome na história de Teixeira

07/10/2016 - 13h41

Pensando com Coragem novo texto

Olá amigo, estou de volta! Eu não poderia deixar de escrever nesta que é a semana mais importante dos últimos 4 anos em Teixeira de Freitas. Afinal, chegou ao fim o ciclo petista, que mal tinha começado.

Nesta primeira coluna, pós-eleição, não tem como deixar de comentar o resultado das eleições 2016 em Teixeira de Freitas.

As eleições 2016 devolveu a Timóteo Brito o direito de ser prefeito de Teixeira de Freitas pela terceira vez, com 29.603 votos, Timóteo chegou ao poder executivo municipal depois de quatro derrotas consecutivas. Se perdesse essa, talvez, seria a última eleição que Timóteo disputasse.

Ele que sempre estava apregoando e demonstrando seu amor por Teixeira, pois mesmo perdendo Timóteo nunca arredou o pé da cidade.

Com 74 anos, Timóteo pode encerrar sua carreira política realizando o maior sonho de sua trajetória política. Timóteo que foi o primeiro prefeito de Teixeira de Freitas, quando da sua emancipação política em 1985, voltou a ser prefeito em 1992, fez um mandato excelente. O qual lhe deu o direito de fazer o sucessor; elegendo o seu então vice-prefeito Wagner Ramos de Mendonça. Desde então Timóteo tentou em 2000, 2004, 2008 e 2012, ambas sem sucesso.

Mas 2016 reservou um novo capítulo na história de Timóteo e Teixeira de Freitas, com 29.603 votos, Timóteo venceu o atual prefeito João Bosco Bittencourt, que teve 23.971 votos, uma diferença de 5.632 votos.

Isto faz de Timóteo o primeiro prefeito a ocupar o cargo por três vezes em Teixeira de Freitas.

Uma nova página, de uma nova história, que só poderá revelar o conteúdo daqui 4 anos.

Um dos feitos de Timóteo para vencer essa eleição, foi a aliança com a tradicional “Família Pinto” , Pintos e Britos sempre adversários políticos, no entanto, nunca foram inimigos, prova disso é que apesar das disputas muito acirradas as duas famílias sempre mantinham laços comerciais.

Na aliança com a Família Pinto, coube aos Pintos indicar o vice, sendo indicado o radialista Lucas Bocão, que é fenômeno de audiência na Rede Sul Bahia de Comunicação, acabou formando com Timóteo a junção: “Experiência com Juventude”.

Coube a Lucas Bocão acabar com a rejeição de Timóteo junto à juventude, sobretudo o que tem menos de 20 anos e nunca viram Timóteo ser prefeito.

A popularidade de Lucas junto à juventude e a periferia pavimentou o caminho de Timóteo rumo à vitória nas eleições 2016. Onde Timóteo encontrava resistência, Lucas abria caminho.

Dá para perceber, na fala de Timóteo, desde que alcançou a vitória, seu reconhecimento a importância de Lucas Bocão em sua campanha.

Apesar de ainda ser muito cedo para falar em composição do governo, Timóteo tem dado sinais de Lucas Bocão vai comandar a Secretaria de Ação Social no futuro governo. Isso seria ótimo para Teixeira, pois a carência social do município é o que faz o programa de Lucas Bocão ser líder de audiência. Entregar a ele  a secretaria de ação social, seria diminuir o sofrimento das inúmeras pessoas que o procura no programa Lucas Bocão diariamente.

Além de Lucas Bocão e a Família Pinto, Timóteo ainda atraiu como base de apoio o vice-prefeito Gilberto do Sindicato, do PCdoB, que levou consigo o apoio dos operários da construção civil. Além do discurso influente de Gilberto do Sindicato que conhece de perto as mazelas da administração João Bosco Bittencourt.

Mas que o vice-prefeito, a Família Pinto e Lucas Bocão, Timóteo ainda atraiu para sua campanha 17 partidos, com tudo isso o nome da coligação não poderia ser outro, se não “Reage Teixeira”.

Reage Teixeira contra a corrupção instalada pelo PT de João das Multas.

Com uma base forte para disputar a eleição, e no maior arco de alianças já feito em Teixeira de Freitas, ficou evidente que o amor pela cidade era maior que qualquer outra coisa.

Dizem os cientistas políticos que Timóteo ganhou a eleição na composição desta grande aliança, claro que é preciso destacar a importância de cada pessoa e de cada partido.

Mas os dois fatores mais decisivos para vitória de Timóteo foi à aliança com os Pintos e com o vice-prefeito.

Uldurico Pinto, que preferiu não aparecer muito na campanha, foi o grande articulador desta grande aliança. Traído por João Bosco e disposto a se vingar, Uldurico dedicou-se a montar cada detalhe da aliança, mostrando mais uma vez sua sabedoria e seu poder de articulação.

Timóteo Brito sai vitorioso e só o tempo pode dizer o que vai acontecer.  Mas eu não tenho dúvidas de que quem mais ganhou com a eleição de Timóteo foi Teixeira de Freitas. Timóteo já deu, por inúmeras vezes, demonstrações do seu amor por Teixeira.

Ele sabe onde buscar e como ir buscar, com certeza Teixeira vai voltar a sorrir com Timóteo no poder.

Ainda no período pré-eleitoral, eu escrevi que em caso de vitória, Timóteo poderia assemelhar sua história a de Abraã Lincoln; o maior presidente dos Estados Unidos. Este depois de sucessivas derrotas chegou ao poder e se transformou no maior presidente da história americana. Muitas pessoas contestaram o que escrevi, porém o tempo pode dizer se estarei certo, ou errado. Mas não tenho dúvidas de que Timóteo vai entrar pra história como o melhor prefeito da história de Teixeira de Freitas.


Jotta Mendes é radialista e repórter


Salvar

Salvar

Salvar


Deixe seu comentário
Tentativa de homicídio Homem é esfaqueado em bar no Bairro Ulisses Guimarães e socorrido ao HMTF
22 de setembro de 2019 - 22:00h
Homicídio Homem é barbaramente assassinado no interior de Mucuri
22 de setembro de 2019 - 19:27h
Latrocínio Padre morre estrangulado em igreja
22 de setembro de 2019 - 15:53h
Exploração de petróleo MPF move ação contra leilão de blocos marítimos próximos a Abrolhos previsto par
22 de setembro de 2019 - 15:32h
Tentativa de homicídio Confusão termina com dois moradores esfaqueados no interior do Prado
22 de setembro de 2019 - 15:14h
Luto Luto- Morre de AVC o ex GM Ailton Souza
22 de setembro de 2019 - 15:07h