Colunistas

Aliança Timóteo Brito e Lucas Bocão sela união histórica de grandes partidos para salvar Teixeira

18/07/2016 - 08h52
Pensando com Coragem novo texto

Olá amigo, estou de volta com nossa coluna. É melhor pensar com Coragem que se omitir na covardia.

Lá vamos nós para mais um pleito eleitoral, faltando pouco mais de dois meses para as eleições 2016, as articulações começam a se afunilar.

Uma coisa é certa; a eleição de 2016 será histórica para a cidade de Teixeira de Freitas.

Quem acompanha a política de Teixeira de Freitas, desde sua emancipação política, sabe da rivalidade histórica entre as famílias Pinto e Brito. Estes já protagonizaram disputas históricas pela prefeitura de Teixeira de Freitas.

Quem não se lembra da primeira eleição em 1985, quando Timóteo Brito derrotou Francistônio Pinto?

Na sequência, em 1988, foi a vez de Francistônio Pinto derrotar Getúlio Isaias, o candidato apoiado por Timóteo Brito, que era o prefeito da época.

Aquela foi uma eleição que marcou a vida dos teixeirenses.

Em 1992, uma nova disputa Pinto e Brito; pela família Pinto o jovem deputado Ubaldino Junior, pela família Brito, novamente Timóteo Brito. Foi uma eleição que teve gosto de partida de futebol numa final de Copa do Mundo entre Brasil e Argentina; você não podia perder nenhum lance.

A disputa foi vencida por Timóteo Brito. A família Pinto coube o papel de fazer oposição durante 4 anos.

Em 1996, o embate teve os seguintes protagonistas: pela família Pinto, o eterno deputado constituinte nota 10 Uldurico Pinto, já o representante da família Brito foi o então vice-prefeito Wagner Ramos de Mendonça.

Nessa disputa, até 10 dias antes da eleição, a vitória de Uldurico Pinto era dada como certa. No entanto, nos 10 dias que antecederam as eleições um vira vira mudou a história política das duas famílias: Wagner Ramos venceu a disputa.

Aquela que poderia ser a grande vitória de Timóteo Brito, acabou se transformando na maior derrota política que ele sofreu até hoje. Seu sucessor começou a fazer de tudo para lhe aniquilar politicamente, nessa época já valia a reeleição e Wagner Mendonça começou a trabalhar para destruir as forças de Timóteo e garantir a sua reeleição.

Num rompimento inesperado, onde os vereadores cassaram Wagner Mendonça, o mesmo se viu obrigado a literalmente cair no colo da família Pinto para salvar seu mandato e o direito a disputar a reeleição.

Timóteo que era governo virou oposição, os pintos que eram oposição viraram governo.

Na hora de compor a chapa Wagner Mendonça colocou a filha de Francistônito Pinto, Concita Pinto, de vice-prefeita para as eleições de 2000.

Na disputa, que agora já contava com uma outra força, Wagner Mendonça saiu vitorioso, o padre Apparecido ficou em segundo e Timóteo Brito em terceiro.

Essa foi a última disputa pela prefeitura que tinha representante da família Pinto, no caso Concita Pinto, que foi a vice de Wagner Mendonça.

Desde então a família Pinto sempre escolhe um lado que tenha condições de derrotar Timóteo.

Mas em 2006 Uldurico Pinto voltou ao cenário político como deputado federal. Isso lhe deu fôlego para disputar as eleições de 2008 pela prefeitura de Teixeira de Freitas, contudo, cerca de 30 dias antes das eleições, Uldurico abre mão de sua candidatura.

Em 2012 o apoio da família Pinto a João Bosco foi importantíssimo para derrotar Timóteo Brito, numa vitória que era dada como certa até as vésperas das eleições.

Houve outras disputas para deputado envolvendo as duas famílias, não vou aqui relatar para não alongar por demais nosso papo.

Mas em 2016 a aliança entre Lucas Bocão e Timóteo Brito pode selar uma união histórica entre as duas famílias.

Apesar do anuncio oficial ainda não ter sido feito, a aliança entre Timóteo Brito e Lucas Bocão está certa. Timóteo é pré-candidato a prefeito e Lucas Bocão é pré-candidato a vice.

A aliança que é bem vista por ambos os lados, tem um objetivo, derrotar João Bosco.

João Bosco ganhou o ódio da família Pinto, por ser um homem que não tem palavra, não cumpre o que promete, já decepcionou a família Pinto e todos que apostaram na sua eleição, inclusive o povo.

Se a aliança sairá vitoriosa, isso é uma história que pode ser contada depois do dia 2 de outubro, de 2016. Mas qualquer que seja o resultado, a rivalidade entre Pinto e Brito nunca mais será a mesma.

Vamos aguardar pra ver, não dar prazer um prognostico antecipado, mas os futuros historiadores que forem contar a história política de Teixeira de Freitas, jamais poderão esquecer essa união.

Timóteo Brito e Lucas Bocão significa experiência com juventude. Timóteo a experiência de um grande administrador, Lucas Bocão, juventude com vontade fazer diferente e fazer a diferença.

Jotta Mendes é radialista e repórter


Deixe seu comentário
Tentativa de homicídio Homem é esfaqueado em bar no Bairro Ulisses Guimarães e socorrido ao HMTF
22 de setembro de 2019 - 22:00h
Homicídio Homem é barbaramente assassinado no interior de Mucuri
22 de setembro de 2019 - 19:27h
Latrocínio Padre morre estrangulado em igreja
22 de setembro de 2019 - 15:53h
Exploração de petróleo MPF move ação contra leilão de blocos marítimos próximos a Abrolhos previsto par
22 de setembro de 2019 - 15:32h
Tentativa de homicídio Confusão termina com dois moradores esfaqueados no interior do Prado
22 de setembro de 2019 - 15:14h
Luto Luto- Morre de AVC o ex GM Ailton Souza
22 de setembro de 2019 - 15:07h