Destaque

Aprovação das contas do prefeito Temóteo Brito, referente a 2017, surpreende e dá um “nó tático” na oposição

19/03/2019 - 10h30

Você sabe o que é nó tático?

Nó tático é uma linguagem muito usada no futebol, quando o técnico de determinado time consegue surpreender o time adversário, fazendo com que o esquema montado pelo treinador do outro time não funcione e o time considerado inferior consegue vencer o outro, mesmo que seja pelo placar mínimo, de forma convincente.

No dia 27 de fevereiro, o Tribunal de Contas dos Municípios aprovou as contas do prefeito de Teixeira de Freitas, Temóteo Alves de Brito, em relação ao ano de 2017. No relatório apresentado pelo conselheiro, Mário Negromonte, ficou claro que embora a prestação de contas não tenha ficado perfeita, não havia elementos para que as contas fossem rejeitadas.

O que demonstra que o prefeito, Temóteo Brito e seus secretários e assessores têm agido de forma responsável na aplicação do dinheiro público. Já que o TCM é um órgão técnico, o qual analisa as contas do ponto de vista técnico, cabendo a análise política à Câmara de Vereadores.

A aprovação demonstra também que a gestão cumpriu todos os índices constitucionais; ou seja, aplicou devidamente o índice da saúde, educação, não ultrapassou o limite de gastos com pessoal, além de não demonstrar irregularidades nos processos licitatórios.

Na educação, Temóteo Brito aplicou 25,66% da receita do município, acima do índice sugerido que seria de 25%, na saúde 19,95%, quase 5% acima do índice sugerido. O que demonstra que o prefeito trata a saúde com respeito e não apenas cumpre o que manda a constituição. No gasto com pessoal o prefeito gastou acima do limite ficando o gasto com pessoal em 54,48%, por se tratar do primeiro ano de gestão isso é digno de louvor. Fica evidente que a equipe da gestão Temóteo Brito é uma gestão técnica. O que, às vezes, pode contrariar os interesses políticos de uns, pode demonstrar responsabilidade por parte da gestão.

Olha o que diz o conselheiro, Mário Negromonte, em relação aos índices:

Em relação às obrigações constitucionais, o prefeito cumpriu todos os percentuais mínimos de investimento. Aplicou na manutenção e desenvolvimento do ensino 25,66% da receita proveniente de transferência, superando o mínimo de 25%. Nas ações e serviços públicos de saúde foram aplicados 19,95% dos recursos disponíveis, também atendendo ao mínimo de 15%. Já no pagamento dos profissionais do magistério foram investidos 84,90% dos recursos do Fundeb, cumprindo o mínimo de 60%.

A aprovação dessas contas deixou a oposição sem saber o que dizer. Uma denunciante profissional que vive de fazer denúncias para depois chantagear prefeitos e presidentes de câmaras esbravejou pouco depois da divulgação da aprovação das contas:

Eu desisto de fazer denúncias, corro atrás, busco informações, vou ao MPF, vou a todos os meios, denuncio na imprensa, ai vem o TCM e aprova as contas?”, disse desolada.

Na quarta-feira, 27 de fevereiro, na sessão da Câmara de Vereadores o professor, Jonatas Moular, que como vereador é um aprendiz da pior espécie, fez uma denuncia alegando que o prefeito teria usada em 2017 uma diária de 800 reais num hotel em Salvado. E justamente a única diária utilizada por Temóteo, o qual se recusa a usar diárias, usa o próprio carro e faz questão de abastecer do seu bolso. Pela manha ele denunciou, a tarde o tribunal aprovou, quem tem razão o vereador ou o tribunal?

Denunciar uma única diária num universo de 365 dias, mostra que o vereador é um desconhecedor de gestão. Haja vista que o prefeito precisa ir a capital quase toda semana e tem semana que precisa ir duas vezes.

Já a denunciante, teve a prova que suas denúncias são fantasiosas. A mesma denuncia apenas para obter vantagens pessoais, não levando em consideração o aspecto técnico da denúncia. Houve denúncias de tantos absurdos em 2017, onde ficam essas denuncias?

Outro aspecto interessante da aprovação das contas é que desde 2010 que nenhum gestor municipal tinha contas aprovadas. Temóteo além de ter, ainda conseguiu a proeza de ser no primeiro ano de gestão, o que é mais difícil.

O ex-prefeito, João Bosco, por exemplo, teve até agora duas contas rejeitadas; sendo a de 2013 e a de 2015, a de 2014 e 2016 nem do TCM saiu e com certeza será reprovadas. Haja vista o montantes de irregularidades que foram cometidas.

Ao ter as contas aprovadas, Temóteo Brito deixou a oposição sem saber o que fazer. Vale a pena continuar fazendo denuncias infundadas? Achocalhando ouvintes e internautas ao denunciarem sem qualquer critério?

Não será fácil para oposição encontrar um norte para continuar o jogo, depois do nó tático dado pelo prefeito, Temóteo Brito.

Abraço amigo. Não esqueça que essa é minha coluna e representa minha opinião pessoal e não a do veículo que está veiculando.


Jotta Mendes é radialista, jornalista e repórter

Edição Bell Kojima/Repórter Coragem

Curta, deixe nos comentários a sua opinião e não esqueça de compartilhar com os amigos



Deixe seu comentário
Tentativa de homicídio Homem é esfaqueado em bar no Bairro Ulisses Guimarães e socorrido ao HMTF
22 de setembro de 2019 - 22:00h
Homicídio Homem é barbaramente assassinado no interior de Mucuri
22 de setembro de 2019 - 19:27h
Latrocínio Padre morre estrangulado em igreja
22 de setembro de 2019 - 15:53h
Exploração de petróleo MPF move ação contra leilão de blocos marítimos próximos a Abrolhos previsto par
22 de setembro de 2019 - 15:32h
Tentativa de homicídio Confusão termina com dois moradores esfaqueados no interior do Prado
22 de setembro de 2019 - 15:14h
Luto Luto- Morre de AVC o ex GM Ailton Souza
22 de setembro de 2019 - 15:07h